segunda-feira, 12 de outubro de 2009

3o. Encontro de Ciência e Tecnologia do Paraná - Maringá

O Parque de Exposições Francisco Feio Ribeiro, de Maringá, recebe a partir de quarta-feira (7) o 3° Encontro de Ciência e Tecnologia do Paraná. São aguardadas no evento, promovido pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI), cerca de 2.500 pessoas.O evento terá conferências, debates, rodada de negócios, feira de produtos de empresas incubadas, exposição de projetos, entrega de prêmios a cientistas, pesquisadores e autor da melhor reportagem na área de jornalismo científico, entre outras atividades. Um protocolo de intenções com a França deverá ser assinado durante o evento, na área de energias renováveis. As atividades prosseguem até sexta-feira (9).
Programação

7 de outubro 19h30 – Abertura solene.

8 de outubro

9 às 10 horas – Conferência “Economia do Conhecimento”, com Roger Fougères, vice-presidente do ensino superior da região de Rhône-Alpes, França;10h30 às 12 horas – Painel “Perspectivas do Setor de Energias Renováveis da Região Rhône Alpes e do Estado do Paraná”, que terá como moderadores a secretária Lygia Pupatto, o representante do Escritório Regional da França, Daniel Gouffé, do secretário da Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Virgílio Moreira Filho e do diretor presidente da Itaipu Binacional, Jorge Samek;14 horas às 15h20 – Painel "Energia Renovável para o Desenvolvimento Sustentável no Estado do Paraná";15h30 às 17 horas – “Resultados e Perspectivas do Programa Universidade Sem Fronteiras”, que terá como moderador o diretor geral da Seti, Jairo Queiroz Pacheco;17h às 18h30 – Acordo de cooperação entre o Paraná e a França, na área de energias renováveis;20 horas – Sessão solene de entrega do 23º Prêmio Paranaense de Ciência e Tecnologia, nas categorias pesquisador cientista; pesquisador extensionista; estudantes de graduação e inventor independente;9 às 18 horas – Rodada de Negócios (Seti, Reparte e Sebrae) com os setores de tecnologia da informação; alimentos; têxtil e vestuário; metal mecânica e eletrônica; design e embalagens; ambiental; saúde; e indústria química e cosméticos.

9 de outubro
9 horas às 10h30 – 2º Painel de Jornalismo Científico, com palestra sobre formação e mercado, sob responsabilidade da jornalista e pesquisadora da Unicamp Graça Caldas;10h30 às 11h30 – Debate sobre "Compromisso Social das Universidades", que terá como moderadores Roger Fougères, Lygia Pupatto, Wania Rezende Silva (UEM) e Philippe Cuntigh, assessor do ensino superior de Rhône-Alpes;14 às 16 horas – "Compromisso Estudantil com a sociedade do Conhecimento", que terá como moderador Luiz Rogério Oliveira da Silva (UFPR Litoral);16h30 às 18h30 – "Plano de Desenvolvimento Educacional - PDE e Programa Universidade Sem Fronteiras/Licenciaturas", por Simone Rebello Bergmann (SEED) e Jairo Queiroz Pacheco (Seti);18h40 – Encerramento (Programação divulgada pela assessoria de imprensa da SETI).


O governador Roberto Requião abriu, na noite desta quarta-feira (7), em Maringá, o 3o Encontro de Ciência e Tecnologia do Paraná. Requião ressaltou a importância de investimentos em pesquisas científicas e criticou a apropriação de conhecimentos tecnológicos para acúmulo de capital. “Através da lei de patentes, os países desenvolvidos se apropriaram de todo conhecimento mundial. No passado, justificaram a destruição da natureza para viabilizar o crescimento econômico e agora não garantem o mesmo para as nações em desenvolvimento. É essencial que a preservação da natureza tenha contrapartida: o conhecimento em ciência e tecnologia”, defendeu. Lembrando as comemorações do Ano da França no Brasil, o governador citou os ideais da revolução francesa: Liberdade, Igualdade e Fraternidade. “Temos que dizer não ao uso privado e egoísta do conhecimento mundial”, alertou. Os sucessos obtidos por meio da cooperação entre países foram expostos pelo vice-presidente de Ensino Superior da região francesa de Rhone-Alpes, Roger Fougeres. “A relação de ajuda mútua entre nossos professores e pesquisadores com os professores e pesquisadores paranaenses permitiu avanços muito mais rápidos que aqueles que poderíamos conseguir sozinhos”, explicou. “A parceria para a implantação da Escola de Queijos e Leite, em Ponta Grossa, e exemplos como a Universidade sem Fronteiras, do Governo do Paraná, mostram que o conhecimento deve ser colocado a serviço de todos e combater as desigualdades sociais”, completou Fourgeres. Para o ministro representante da Secretaria de Assuntos Estratégicos do Brasil, Daniel Vargas, o surgimento de um novo mercado de consumo criou um novo agente de tecnologia e é preciso que os países menos desenvolvidos estruturem medidas capazes de garantir o desenvolvimento de micro e pequenas empresas sólidas. “O emprego formal gerado no Brasil, hoje, é em grande parte resultado do trabalho destes pequenos empreendedores. Precisamos que todos os Estados brasileiros sigam este exemplo do Paraná, com lideranças políticas engajadas e sem medo de inovar, sociedade participativa e espírito empreendedor”, citou. EVENTO - O Encontro de Ciência e Tecnologia do Paraná acontece até o dia 9, no Parque Internacional de Exposições Francisco Feio Ribeiro. Estão programadas conferências, debates, rodada de negócio, feira de produtos e exposição de projetos. De acordo com a secretária estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Lygia Pupatto, o encontro é o maior deste tipo na história do Paraná e deve reunir mais de 2,5 mil pessoas até o encerramento. “Há oito anos, estudantes e professores nem sonhavam que podíamos realizar algo tão grandioso e que reunisse uma diversidade tão grande de profissionais. Ficamos longos anos sem a realização de concursos públicos, sem reajuste salarial. O governador Roberto Requião se comprometeu e agora vivemos uma realidade totalmente diferente”, ressaltou. “Os resultados desta mudança são as melhorias físicas, os projetos de pesquisa que são únicos no Brasil, como o cateter que desenvolvemos, os avanços em piscicultura, agroecologia, os exames gratuitos de DNA que passaremos a oferecer gratuitamente, os avanços em biocombustíveis”, enumerou a secretária. PRESENÇAS - Também participaram da cerimônia os secretários de Planejamento e Coordenação Geral, Enio Verri; e de Indústria, Comércio e Assuntos do Mercosul, Virgílio Moreira Filho; o prefeito de Maringá, Silvio Barros; o reitor da Universidade Estadual de Maringá, Ecio Sperandico; o presidente da Fiep, Rodrigo Rocha Loures; o chefe do escritório do Itamaraty no Paraná, Sergio Curi; e o presidente da Câmara de Comércio França-Brasil, Aldir Tissier.
Fonte: Agencia de Notícias do Estado
Participação do PROJETO ALFALETRA no Encontro...














































































































































































































domingo, 20 de setembro de 2009

Mostra Fotográfica Mulheres de Ciência





































A Mostra Fotográfica Mulheres de Ciência, promovida pela Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti), chega nesta semana a Jacarezinho, nos três campi da Universidade Estadual do Norte do Paraná (UENP).

A mostra será inaugurada na quinta-feira (3), às 19hs, no Centro de Ciências Humanas e da Educação (antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras - Fafija). Na sequência, a exposição segue para os outros campi da Universidade onde permanecerá até 11 de setembro.

A Mostra Fotográfica Mulheres de Ciência foi organizada como parte das comemorações do Dia Internacional da Mulher. As imagens mostram mulheres que participam ou são beneficiadas por projetos coordenados pela secretaria nas áreas de ciência, tecnologia, inovação e extensão. A primeira exibição aconteceu na entrega do Troféu Mulheres de Ciência Glaci Zancan, realizada no dia 9 de março, em Curitiba.

Os responsáveis pelas imagens são os fotógrafos Celso Pacheco, Joka Madruga e Leandro Taques. Eles visitaram as regiões do Paraná e registraram a importância da mulher nos diversos segmentos da sociedade, como na agricultura familiar, na pecuária leiteira, no artesanato, nas aldeias indígenas, na educação e nos direitos sociais.

O repórter fotográfico Joka Madruga ressalta a importância destes projetos para o desenvolvimento social e econômico das famílias beneficiadas, bem como a boa formação que os jovens universitários e recém formados recebem. “Fico com os olhos lacrimejados ao ver a emoção das pessoas quando agradecem a secretaria Lygia Pupatto pela melhoria na qualidade de suas vidas, graças ao Universidade Sem Fronteiras”, disse Madruga.

O fotógrafo Leandro Taques comprovou a aceitação dos projetos em todas as cidades visitadas e ressaltou a importância social de cada um. “É fantástico ver esses projetos serem uma iniciativa de uma secretaria de Estado. A maioria dos projetos que vi são relacionados à agricultura familiar, e é a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior que busca essas melhorias. Para mim, isso é inédito”, disse Taques.

O fotógrafo Celso Pacheco destacou o projeto de Café Orgânico, que acontece em Jundiaí do Sul. “O programa ajuda os assentados daquela região a cultivar o café levando novas tecnologias e abrindo novas possibilidades para as pessoas”. Segundo ele, o que chamou sua atenção foi que muitas mulheres comandam esses grupos. “Todas são de comunidades carentes, que precisam desse tipo de ajuda. Fomos recebidos bem e pudemos notar que as pessoas que participam dos projetos estão bem felizes”, disse Pacheco.

SERVIÇO:

Inauguração da Mostra Fotográfica Mulheres de Ciência
Data: de 3 setembro
Horário: 19h
Local: Campus do Centro de Ciências Humanas e da Educação (antiga Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras - Fafija) da UENP
Rua Padre Melo, 1.200 - CEP 86400-000

sábado, 29 de agosto de 2009

Reunião com as Equipes das Escolas Atendidas





























Em 29 de agosto de 2009, na Universidade Estadual do Norte Pioneiro, realizou-se a reunião do Projeto Alfaletra, vinculado ao Programa de Extensão Universitária – UNIVERSIDADE SEM FRONTEIRAS, iniciada as 10h00min com término às 11h30min, com a presença dos integrantes do projeto Alfaletra, representantes da Secretária de Educação do município de Jacarezinho e escolas atendidas.
Este teve como objetivo, avaliar o desempenho do projeto e acrescentar sugestões para a melhoria e a reformulação de um novo contexto no projeto Alfaletra.
A reunião teve início com a palavra da coordenadora Roseli de Cássia Afonso, enfatizando os objetivos do projeto e visando o apoio da diretora do departamento de Educação desta instituição, professora Silvia, do representante e mediador do projeto com o Programa de Extensão Universitária, professor Marcio Luiz Carreri, da coordenadora de Educação do Município de Jacarezinho, Ana Cristina Ferreira Martins, das professoras e orientadoras do projeto, Sandra Regina de Melo Fontolan e Maria de Lourdes Ximenes, junto com as bolsistas, Amanda Luna Fleury, Giane Aparecida de Souza Moraes, Lilian Nogueira Ribeiro e Patrícia Bernardo Peres; e também, mães de alunos, que contribuíram com depoimentos das dificuldades escolares de seus filhos. Na seqüência a referida proposta entrou em discussão sobre as escolas atendidas pelo projeto, o trabalho das bolsistas, as melhorias alcançadas e a importância da continuidade deste trabalho.
No final da reunião, houve uma confraternização entre os presentes.
Em suma importância na realização desta reunião, conclui-se que foi satisfatória e de grande valia para a avaliação e melhorias do projeto.
Jacarezinho, agosto de 2009

terça-feira, 30 de junho de 2009

TRABALHO REALIZADO NAS ESCOLAS

Escola Prof Ismênia de Lima Peixoto

Bolsista Lilian, trabalhando leitura com as crianças


Bolsista Giane trabalhando com jogos

Escola Prof. Silvestre Marques

Bolsista Amanda trabalhando com jogos(bingo)

Bolsista Deborah trabalhando escrita

segunda-feira, 1 de junho de 2009

IX CONGRESSO DE EDUCAÇÃO DO NORTE PIONEIRO
ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO: implicações do Projeto Alfaletra




video

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009



UENP - FAFIJA

FELIZ 2010......Prosperidade!!!!!